Apresentação da campanha


Por Jullyander de Lacerda

A campanha de missões estaduais 2014 acontecerá exatamente na época da copa do mundo no Brasil, sendo assim cabe nos uma pergunta: POR QUE NÃO UM TEMA RELACIONADO À COPA DO MUNDO?

1. Porque o tema desse ano é uma continuidade do tema de 2013.

O tema da campanha de 2013 foi FORTALECER PARA FRUTIFICAR, nosso desafio era o fortalecimento dos campos missionários e também da nossa denominação.


Após buscarmos o fortalecimento chegou o tempo de frutificar! Esse é um novo tempo para os batistas capixabas, continuaremos firmes na missão dada por Jesus: dar fruto que permaneça.

2. Os brasileiros não estão empolgados com o mundial, tudo isso começou com os protestos de junho do ano passado. O mundo está vindo pro país do futebol, o país do futebol entendeu que não é só de futebol que se faz um país.

3. A copa do mundo traz um momento de êxtase coletivo, nossa campanha busca a reflexão e ação a respeito da real situação dos capixabas.


REAL SITUAÇÃO DOS CAPIXABAS

• 15º estado mais populoso do Brasil com 3.578.067 habitantes (IBGE).
• 4º estado mais espírita do Brasil (IBGE): No Brasil 3,8 milhões de pessoas se declaram espíritas. O Rio de Janeiro é o Estado com o maior índice de pessoas espíritas, com 4%, seguido de São Paulo (3,3%), Minas Gerais (2,1%) e Espírito Santo (1%).
• Segundo o IPEA, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, a cidade mais perigosa do país está no Espírito Santo: Serra, na região metropolitana de Vitória, é a campeã de violência, com 97,62 assassinatos por ano para cada 100 mil habitantes.
• Segundo o IPEA,  o Espirito Santo é o estado brasileiro com a maior taxa de feminicídios (assassinatos de mulheres).
• Espirito Santo é o segundo estado do país onde mais se mata jovens. O estudo, elaborado pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz e lançado pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (Cebela) e pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), mostra que Espírito Santo também é o segundo no ranking nacional em taxas de homicídios juvenis, ficando, mais uma vez, atrás de Alagoas.

Diante desses dados percebemos que nosso estado vive em um momento de seca, assim como viveu o povo de Israel.

O SENHOR Deus me disse o seguinte a respeito da seca:  "O povo de Judá está de luto, chorando. As suas cidades estão morrendo, o povo está abatido, jogado no chão, e Jerusalém grita pedindo socorro. Os ricos mandam os empregados buscar água. Eles vão até os poços, porém não encontram água e voltam com os potes vazios. Então cobrem a cabeça, desanimados e atrapalhados. Os lavradores também cobrem a cabeça, desesperados porque não chove, e a terra está seca. No campo, as veadas abandonam as suas crias, pois não há capim. Os jumentos selvagens ficam parados no alto dos morros e, com falta de ar, respiram como os lobos. Eles não enxergam bem por falta de pasto."  

O meu povo disse: "Ó SENHOR Deus, os nossos pecados nos acusam, mas pedimos que nos ajudes, como prometeste. Muitas vezes, nos afastamos de ti e contra ti temos pecado. Tu és a única esperança do povo de Israel, tu és aquele que nos salva quando estamos em dificuldades. Jeremias 14:1-8a 

Temos aqui uma descrição dos sofrimentos provocados pela seca: Primeiramente nas cidades (v.2-3); então, no interior (v.4); e, finalmente, até mesmo entre os animais (v.5-6). A partir do verso sete, o povo de Judá clama por ajuda, confessando seus pecados, que eram a causa de toda aquela calamidade.

A partir da nossa realidade temos o primeiro elemento da campanha: A TERRA SECA.


O segundo elemento da campanha representa o nosso desafio.


Nosso desafio é dar frutos, mesmo em terra seca. "Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça" João 15:16a.

Sendo assim temos nosso tema e nossa divisa. FRUTIFICAR: MEU CHAMADO, MINHA MISSÃO! João 15:16a



About Me

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive